A ESPOSA

Extraordinário!

Um filme que nos deixa inquietos na cadeira pela incapacidade de poder ajudar essa mulher que causa empatia, ansiedade, melancolia e satisfação.

Enquanto viaja para Estocolmo com o marido, que receberá o Prêmio Nobel de Literatura, Joan questiona seus segredos e suas escolhas de vida. Em seus 40 anos de casamento, ela sacrificou um raro talento, sonhos e ambições, justo para apoiar o carismático Joe e sua carreira literária.

Em poucos histórias os atores principais conseguem nos prender tão bem como em A ESPOSA.  Jonathan Pryce é um excelente ator, mas Glenn Close nos arrebata. Ela é forte em sua personalidade, mas sentimos sua fragilidade em cada frase dita… parece complicado, mas ao assistir percebemos este detalhe, o qual a torna arrebatadora para o público.

Outro destaque é a direção do sueco Björn Runge, que rege bem todos os coadjuvantes, além do trabalho de câmera.

“Ela tem uma felicidade triste e transmite isso de forma assustadora nas expressões. maturidade da atriz e personagem”. Cinemação

picsart_01-14-08.40.15

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s