ME CHAME PELO SEU NOME

Realmente um filme delicado, elegante e incrível. Pois quando o sentimento tem que acontecer, não há quem possa pará-lo, e isto resume bem essa linda história do roteirista James Ivory.

É verão no Nordeste da Itália e Elio passa suas férias de 1983, onde sua família vive. Ali eles recebem, a trabalho, o jovem pesquisador Oliver por algumas semanas, é justamente neste momento que a sexualidade de ambos desabrocha com sutileza.

As locações são o coadjuvante perfeito, dada a beleza dos cenários naturais, o que torna esse romance ainda mais atrativo. Não longe ficam as atuações elegantes e contidas na medida exata pelos protagonistas.

A direção de Luca Guadagnino tira o melhor de cada ator, de cada locação, de cada frase do roteiro, de cada música tocada e de cada sinal por trás do olhar dos personagens que vivem esta história suave de um amor de verão. Até mesmo o sofrimento é tratado de forma delicada, tornado este um grande filme.

“A química entre os dois homens é palpável e, principalmente, comporta as complexas emoções, expectativas e ideias dos personagens sem que eles sequer tenham que abrir a boca”. The Hollywood Reporter

5940465

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s