T2 TRAINSPOTTING

O diretor Danny Boyle acerta, após 20 anos, ao trazer a continuação do filme que lançou ele e os atores protagonistas ao estrelato mundial. Claro que as cenas históricas e que marcaram uma geração na primeira parte, não causariam nenhum estrondo nos dias de hoje, nem mesmo as da continuação, pois o mundo mudou e nada mais é tão inédito assim (não vejo isso como comodismo ou falta de ideias, mas sim uma ordem natural da evolução). Porém a direção e o roteiro estão executados de maneira madura e adequada, levando os atores a mergulhar em seus personagens novamente e trazer a essência da história à tona.

O humor peculiar britânico está em todas as cenas, por vezes incompreensível para os influenciados apenas pelo lado americano do cinema, uma mistura divertida, inteligente e ativo, onde Rent Boy, Spud, Sick Boy e Begbie voltam com força para mostrar que nada mudou tanto após 21 anos, afinal o fracasso continua presente em suas vidas. Veronika, a nova companheira desse quarteto é o ponto são e esperto desse filme, sem dar spoiler, ela é a grande chave que nos desvenda aos poucos como eles realmente estão após tanto tempo. Seria o alter ego de todos eles?

“Uma visita ao passado sincera e bem humorada, nostálgica para o fã do original, mas que independe dessa sensação para justificar a sua existência. O olhar “publicitário” de Boyle expressa perfeitamente às desventuras do grupo”. Omelete

T2-TRAINSPOTTING-12Dezembro2016-1.jpg

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s