JULIETA

Alguns críticos são duros sobre sobre o filme Julieta de Almodóvar, porém achamos o filme bem interessante, é um drama feminino que aborda o amor sem apelos demasiados sexuais, aborda a relação mãe e filha com sutileza e até um certo segredo, sem utilizar a comédia para isto.

Um mistério cerca a personagem-título, que conforme revela a sua história assume variadas facetas, ela é mãe, filha, amante, esposa, amarga, bem resolvida, profissional, relaxada, deprimida, realizada, superprotetora, liberal, jovem e madura. Julieta é todas as mulheres em uma aos olhos de Almodóvar, que traduz esse conceito pelas atuações firmes de Emma Suárez e Adriana Ugarte. Cada atriz tem a sua forma de incorporar a protagonista, mas o cineasta une as interpretações por uma transição lírica, aproximando o amargo da vida e suas marcas de expressão no rosto jovem, conforme cita muito bem o site Omelete.

O filme tem uma fotografia, figurinos e trilha sonora de muito bom gosto, uma reconstituição de tempo que apresenta os anos 80 com elegância e sem os exageros típicos em alguns filmes que tentam retratar a época. Deixo aqui 5 estrelas pela passagem de tempo, efetuada com maestria e maturidade pelo diretor.

“Um filme empolgante, melodrama tranquilo desprovido de qualquer aspereza melodramática. […] Encontramos em “Julieta” o melhor de Almodóvar: o retratista genial das mulheres, o colorista demente cujos planos são como bombons ácidos num ambiente subterraneamente melodramático”. Chronic’art

rsz_julieta_1sheet_hr1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s