O MAIOR AMOR DO MUNDO

Um típico filme para assistir de forma leve e despretensiosa, mais pela simpatia dos atores do que pela história em si.

A fórmula é simples, a presença de um estelar elenco, dividido em várias tramas ligeiramente interligadas, que proporcionam uma história que todos sabemos o final, o tal do “happy ending”. Quem nos apresenta, e liga, toda a trama é a personagem Sandy de Jennifer Aniston, sua função é mostrar as relações maternais dos 4 protagonistas.

A direção famosa de Garry Marshall (Uma linda mulher), pouco consegue ajudar o roteiro cheio de clichês e até mesmo conservador, pois mesmo dentro das tramas que seriam “moderninhas” ele consegue estereotipar. Porém nada disto fere a diversão e a alegria de ver esse time bom de atores em cena, enfim, é um filme para os fãs destes.

“Uma tentativa de falar sobre uma das experiências mais universais — o de ter uma mãe —, que se perde no esforço com que se entrelaçam diferentes crises maternas. Nem o elenco de estrelas, encabeçado por Julia Roberts, Kate Hudson e Jennifer Aniston, dá conta de tantos sentimentos rasos”. O Globo

Filme-O-maior-amor-do-mundo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s