EM NOME DA LEI

O cinema brasileiro está se afeiçoando ao filme de gênero e “Em Nome da Lei” é um belo exemplar desse cinema para adulto ver que tanto costumamos elogiar quando feitos em outros países.

Um jovem juiz federal com um ideal de justiça muito pouco experimentado em circunstâncias adversas. Ao chegar a uma remota cidade do Mato Grosso do Sul, fronteira com o Paraguai, ele se incumbe de combater o tráfego de drogas com a obstinação e celeridade que todos nós desejamos da Justiça. Acontece que a teoria, como já professa o ditado popular, na prática é outra. Aí já vemos o poder de ação desta história, a qual não daremos spoilers.

O diretor Sergio Rezende consegue entreter e fazer pensar quanto a aplicação da lei em sua ampla capacidade (sim, vemos que há leis viáveis no Brasil). Além de orquestrar de forma íntegra as atuações, a fotografia da fronteira, as cenas de suspense e ação.

Tirando os clichês dos heróicos protagonistas, esta história é uma boa opção do cinema nacional.

“…o longa se diferencia dos demais que seguem a linha suspense policial e seu maior problema se encontra nas fracas atuações […] Talvez funcionasse melhor como uma minissérie”. Cinegrafando

183374.jpg-c_520_690_x-f_jpg-q_x-xxyxx

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s