ZOOM

Pedro Morelli  traz uma parceria com o roteirista estreante Matt Hansen (com passagem pela editora Marvel canadense), é um filme que mistura animação em rotoscopia , um processo em que se desenha a partir da imagem filmada do ator, um multiplot de três histórias paralelas. São como três contos, sendo que um é responsável pelo outro.

Como ligação temática entre as três partes estão a arte e o sexo. Emma é uma quadrinista que durante o dia trabalha em uma fábrica de bonecas sexuais realistas. A modelo Michelle aspira uma carreira como escritora, mas só é respeitada pela sua beleza. Já Edward é um cineasta de filmes de ação que usa o sexo como forma de manipulação enquanto tenta realizar seu trabalho mais pessoal e sensível.

O diretor ainda tem um certo caminho a percorrer para fazer um grande filme, mas claramente apresenta seu potencial, as atuações com isso ficam medianas, porém o roteiro tem potencial para se tornar um cult.

“Um filme sobre um quadrinho a respeito de um diretor rodando um longa sobre uma escritora cuja protagonista de seu romance é a autora do quadrinho. Com essa estrutura de serpente comendo a própria cauda, Zoom, de Pedro Morelli, leva ao extremo ideias de metalinguagem, com inventividade”. Omelete

cartaz_zoom

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s