TRUMBO: LISTA NEGRA

O filme conta história do roteirista Dalton Trumbo, renomado escritor norte-americano que pertencia ao grupo “Hollywood Ten”, formado por profissionais de Hollywood que se recusaram a responder perguntas do governo dos EUA em meio à Guerra Fria. Desde 1940, os EUA instauraram comissões para descobrir se comunistas estavam infiltrados no país – uma das áreas suspeitas era a indústria cinematográfica, da qual Trumbo era expoente, foi por seus ideais que ele, e outros 9 roteiristas, foram presos.

São de autoria dele, por exemplo, os textos de A Princesa e o Plebeu (1953), Arenas Sangrentas (1956) – ambos vencedores do Oscar de melhor roteiro – e até do clássico Spartacus (1960).

É um filme linear e sem muitas surpresas, com boas atuações do protagonista, de sua deliciosa vilã, vivida por  Helen Mirren como a colunista social Hedda Hopper, e  John Goodman, hilário no papel do produtor de filmes “B”, Frank King.

“A performance de Bryan Cranston é o motor que dá força para “Trumbo: Lista Negra”, e este motor nunca falha, nunca perde seu ímpeto, seu magnetismo ou seu escárnio idealista”. Boston Globe

228088.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s