JÁ ESTOU COM SAUDADES

Realmente os opostos se atraem. Milly tem tudo: uma carreira de sucesso, um marido devotado e dois filhos lindos. Sua melhor amiga Jess, por outro lado, trabalha numa horta comunitária, vive numa casa-barco com o namorado e deseja, desesperadamente, ter um bebê. Amigas desde a infância, Jess e Milly sempre dividiram segredos, roupas, até namorados; suas diferenças são o que as mantém juntas. Uma reviravolta do destino as unirá mais ainda, tudo porque o longa-metragem aborda uma questão difícil relacionada ao universo feminino: o quanto um câncer de mama afeta a vaidade.

Toni Collette, esta sim desafiada, graças às variações de espírito de Milly e as próprias dificuldades decorrentes do tratamento do câncer. A cena em que ela decide usar peruca, por exemplo, é habilmente dolorosa e tentando manter algum humor e esperança naquela situação. Da mesma forma o longa aborda questões difíceis, como quimioterapia, sentir-se mal com o próprio corpo, a importância de se sentir desejada, egocentrismo e, é claro, o medo da morte.

“Há alguns momentos que parece um sitcom (…), mas você nunca duvida de que essas mulheres se amam e que o interesse do filme nas complexidades deste amor é justificado”. New York Times

176457.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s