UM SENHOR ESTAGIÁRIO

A fórmula é criar situações cômicas pelo contraste entre seus personagens e aquecer o coração do público pelo amor/amizade que nasce desse processo. É um cinema inofensivo, por vezes necessário, que ganha qualidade pela presença de grandes atores no elenco.

À primeira vista, o grande mote deste novo filme é o conflito de gerações. De um lado, há a superativa chefe descolada da empresa nascida na internet, antenada com as maravilhas do mundo moderno. Do outro, há o senhor de 70 anos, viúvo e entediado, que se empolga com a oportunidade de voltar a ser estagiário para ter com o que se ocupar.

Um Senhor Estagiário não é sobre as diferenças no modo de vida atual em relação ao de décadas atrás, nem sobre recomeçar a vida aos 70 anos. Trata-se de um longa sobre a mulher moderna, dividida entre as funções de trabalhadora, esposa e mãe, com todas as benesses e agruras que cada uma delas lhe traz. É o que revela a bela cena já no terço final do longa-metragem, em que Hathaway e De Niro conversam em um quarto de hotel. Falam sobre a vida, inseguranças, sonhos e revelam neuroses. É quando o filme atinge a maturidade, deixando para trás todas as piadas simplórias e bem intencionadas exibidas até então. A fantasia do mundo “perfeito” enfim desmorona, dando boas vindas à realidade.

“Na amistosa interação entre pessoas de gerações diferentes, com seus respectivos costumes, Nancy Meyers proporciona ao espectador a oportunidade de rir, mas sem excessos capazes de deformar todo o resto.” Almanaque Virtual

UM-SENHOR-ESTAGIARIO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s