IRMÃ DULCE

Irmã Dulce é um filme de atriz. Ou melhor, de atrizes. Não só porque o elenco principal é majoritariamente feminino, mas porque trata-se um divino (com trocadilho) trabalho corporal e de fala das artistas que dão vida à protagonista: Bianca Comparato e a veterana Regina Braga.

Narra a trajetória da beata indicada ao Nobel da Paz e chamada em vida de “Anjo Bom da Bahia” graças a sua dedicação abnegada aos necessitados, doentes e miseráveis. Capaz de atravessar Salvador de madrugada para amparar um menino de rua ou de pedir dinheiro a políticos em pleno palanque, Irmã Dulce enfrentou o preconceito, o machismo e os dogmas da igreja, além de sua própria doença respiratória, para construir sua obra social. Candidata à canonização, a religiosa reúne três qualidades definidoras dos brasileiros: fé, alegria e obstinação.

“Uma das produções nacionais mais esperadas do ano. E não decepciona: o ótimo roteiro é muito bem amarrado e conta a história da religiosa desde a infância, explicando a devoção de Dulce à causa da justiça social”. Gazeta do Povo

1174549_361613060670603_5757004966179152482_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s