O CASAMENTO DO ANO

O longa conta a história banal de um artista plástico que se reencontra com a ex-esposa às vésperas do casamento do filho adotivo, que avisa aos pais um pequeno problema: sua mãe biológica, que vive na Colômbia, virá à cerimônia. Por ela ser extremamente religiosa e não acredita no divórcio, pede para que os pais voltem a dividir a mesma casa e se passem por casados.

Ainda que a premissa possa encontrar abrigo em eventuais demonstrações de conservadorismo no mundo real, ela soa extremamente forçada na tela, até porque parte da ideia de que a mulher por ser latina é desconectada da realidade norte-americana não podia ser menos atual neste mundo globalizado. E o filme defende isso pelos dois lados. Além da conservadora que recusa o divórcio, temos na figura de sua filha uma bela latina muito liberal com relação ao sexo. Ou seja, é oito ou oitenta, santa ou pecadora.

Sarandon vive a atual companheira do personagem de De Niro, que é obrigada a sair de cena por causa da situação tratada. O elenco conta ainda com a presença de Katherine Heigl, Amanda Seyfried e Topher Grace. Curiosamente, os dois últimos, ao lado de Barnes, possuem os papéis mais interessantes da produção.

Embora não seja tão engraçado quanto se imagina, “O Casamento do Ano” consegue ser uma comédia razoavelmente engraçada (e um pouco picante) além de um drama emocionante sobre uma família disfuncional. Screen International

bigwedding_1

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s