TERAPIA DE RISCO

Conta a história de Emily Taylor, uma jovem que passou os últimos anos lutando por sua família enquanto o marido Martin estava preso por um crime de colarinho branco. Após a saída dele da prisão, o casal tenta reconstruir sua história, mas ela acaba atingida por uma crise de depressão e tenta suicídio. Emily acaba no hospital e começa a se consultar com o psiquiatra Jonathan Banks. O tratamento não surte efeito e ele decide lhe passar um novo medicamento, que trará consequências inesperadas para todos os envolvidos.

É uma obra envolvente e sexy. O diretor já havia discutido a indústria farmacêutica em “Contágio”, mas agora é mais analítico, mostrando os bastidores deste “mundo da depressão”, com médicos ganhando dinheiro para realizarem testes e venderem medicamentos.

O que começa como uma sátira mordaz da nossa sociedade acostumada a se automedicar acaba se transformando em algo diferente e intrigante. (Variety)

TERAPIA-DE-RISCO

Um comentário sobre “TERAPIA DE RISCO

  1. Entrou na minha lista de um dos melhores do ano. Muito bem dirigido, uma fotografia de primeira (assinada pelo próprio diretor sob outro nome). É incrível como ele nos transporta de um drama a um suspense sem ao menos notarmos. *****

Deixe uma resposta para Julio Fonseca Junior Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s