AS AVENTURAS DE PI

Mais uma vez Ang Lee deixa sua marca na história do cinema mundial mostrando sensibilidade, talento e efeitos especiais incríveis.

O escritor do romance “A Vida de Pi” (2001), Yann Martel, era um ilustre desconhecido antes da publicação que inspirou o filme “As Aventuras de Pi”, de Ang Lee. Além da fama, o livro rendeu a Yann Martel a acusação de plágio por inúmeros jornais de vários países que o acusaram de ter roubado ideias do romance “Max e os Felinos”, escrito pelo brasileiro Moacyr Scliar, publicado em 1981. O livro de Scliar conta a história de Max, garoto alemão que, após um naufrágio, se vê confinado a um pequeno barco com um jaguar. Scliar também considerou que não houve plágio. “Há no prefácio do livro um agradecimento a mim, e, como não sou litigante, resolvi dar o episódio por encerrado”, afirmou o escritor gaúcho em 2004.

Tirando isso a história é fascinante, delicada e de uma beleza única em sua fotografia e atuações.

Apresenta ao público uma lição sobre as diferentes formas que os “deuses e a fé” podem se apresentar para uma pessoa. Uma luta pela sobrevivência e a sanidade mental dentro do caos!

life_of_pi_ver10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s